• Vitória Cabral

Curso de Relações Internacionais

Bem, decidi postar sobre o meu curso de Relações Internacionais aqui porque o blog não é só de life style, mas também é parte de mim.


Eu me formei em 2017/2 no curso de Relações Internacionais da Universidade do Vale do Rio dos Sinos de Porto Alegre (Unisinos). Mesmo quando eu cursava e até agora, muitas pessoas me procuravam para tirar dúvidas sobre o curso, não só da Unisinos, mas de Relações Internacionais como um todo. Por isso resolvi criar este post aqui e acredito que pode ajudar muitas pessoas que têm dúvidas sobre o que cursar na faculdade.


O curso de Relações Internacionais é montado a partir de três pilares principais, o político, o econômico e o cultural. A partir disso, as universidades costumam moldar seus cursos de R.I. Na Unisinos, por exemplo, no primeiro semestre eu tive Fundamentos do Direito, Cultura e Relações Internacionais, Geografia Política, Ocidentalismo e Orientalismo, Formação do Mundo Contemporâneo e outras. Na Unisinos eu também tive cadeiras "extra classe", que eram voluntárias e ocorriam fora do horário de aula.


Acredito que a melhor forma de resumir o curso de Relações Internacionais para quem não conhece é esta " É um curso que proporciona ao aluno as ferramentas teóricas e práticas para entender o mundo moderno, tanto do ponto de vista político, econômico e cultural " GUEDES, Pedro.


Ou seja, quem é formado em Relações Internacionais se prepara durante quatro anos para compreender o mundo contemporâneo, as trocas comerciais, a política mundial, tornando-se assim apto para trabalhar em diversos setores que abrangem a área.


Mas o que uma pessoa que faz Relações Internacionais pode fazer?


A resposta mais comum é a diplomacia. Sim, quem tem a formação de um internacionalista pode se tornar um diplomata, mas existem muitas outras opções. Pode-se optar pelo setor público, trabalhar em prefeituras, no governo de forma geral, nas organizações internacionais como na Organização das Nações Unidas (ONU), Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Internacional do Trabalho (OIT), Organização Mundial do Comércio (OMC) e muitas outras.

Também pode-se optar o meio privado, ou seja, as empresas. Dentro delas há uma gama de setores que o profissional formado em Relações Internacionais pode atuar como, nas importações, comércio exterior, internacionalização de empresas, negociação internacional, consultoria, administração.


Mas como é o mercado de trabalho?


Atualmente o mercado de trabalho para as relações internacionais está em desenvolvimento. O motivo disso é que o curso é novo no Brasil, então as pessoas não compreendem o compreendem o que faz um internacionalista e isso também reflete no mercado de trabalho. Apenas recentemente empresas, por exemplo, estão começando a compreender a necessidade de ter um profissional de Relações Internacionais, uma vez que outros profissionais com áreas "parecidas" ocupam o cargo de alguém formado em R.I. Infelizmente ainda é uma área desregulamentada, sem limites como "onde termina" ou "onde começa". Dessa forma, fica a cargo do profissional se especializar em uma área. Eu por exemplo estou focando em gestão e negociação e foquei minhas aulas para o âmbito privado.


Mas precisa falar inglês e outros idiomas?


Hoje o inglês é um idioma extremamente importante para quem quer se inserir no mercado de trabalho, principalmente para um internacionalista, que lida diariamente com o mercado internacional, artigos e notícias do mundo todo. É como muitos professores chamam "o idioma do negócio". Para o mercado de trabalho falar apenas inglês não é mais diferencial. Além disso, muitos livros e artigos importantes para o curso estão em inglês não havendo tradução para português. Durante a faculdade tive que ler muitos livros e artigos em inglês e espanhol. Então sim, é muito importante falar inglês e aprender outros idiomas também, não só porque agregam na formação de um internacionalista, mas porque o profissional deve estar sempre atualizado nas notícias do mundo uma vez que influenciam diretamente seu trabalho.

Mas não é algo difícil nem uma barreira par caso você queira cursar mas não compreende o inglês. eu comecei o curso com inglês intermediário e terminei falando inglês fluente, francês e japonês. Foram coisas que, ao longo do curso eu construí e dediquei tempo para isso. Muitas universidades oferecem cursos de idiomas com um preço mais acessível para quem é estudante. O curso da Unisinos, por exemplo, oferece ao longo dos semestres aulas de inglês para nivelar a turma e após o segundo ano o aluno pode optar entre espanhol, francês ou mandarim.


Como é o curso da Unisinos?


Como eu citei anteriormente, o curso da Unisinos é formado a partir dos três pilares: econômico, político e cultural. Os dois primeiros anos é turno integral, ou seja, de manhã e de tarde e entre os turnos também há os encontros de aulas extra curricular. A partir do terceiro ano, no quinto semestre há um intercâmbio de estudos para Genebra, na Suíça. Lá estudamos na Geneva School of Diplomacy and International Relations e assistimos palestras nas organizações internacionais como a ONU, OMS, OMC, OIT, Comitê Internacional da Cruz Vermelha e no ACNUR. Também há palestras na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Genebra, visitas e palestras nas missões brasileiras em Genebra (DELBRASGEN, DELBRASOMC e REBRASDESARM). Depois do intercâmbio, as aulas passam a ser somente a noite para que os alunos possam começar a se inserir no mercado de trabalho através dos estágios.

O curso da Unisinos na minha opinião é um dos melhores e com uma excelente grade curricular, que me permitiu escolher qual setor que eu gostaria de focar meus estudos, sem direcionar de forma "forçada" qual área seguir. Ou seja, ao invés de ser focado só em governos ou só em empresas, o curso da Unisinos dá embasamento para ambos os setores mas permite que o aluno escolha qual seguir e se especializar através das aulas optativas. O curso de R.I também possui reconhecimento do MEC, possuindo nota máxima (5,0).


Espero ter ajudado vocês

@vitoriapcabral



0 visualização
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube

©2018 by Vitoria Cabral. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now