• Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube

©2018 by Vitoria Cabral. Proudly created with Wix.com

  • Vitória Cabral

Começando uma Rotina de Cuidados com a Pele

Atualizado: 18 de Fev de 2019

A pedido de vocês vou começar aqui uma Série sobre como começar uma rotina de cuidados com a pele.


Todo mundo fala de fazer uma rotina ou o que faz na rotina mas ninguém fala por onde ou como começar.


Primeiro de tudo você precisa entender qual seu tipo de pele para depois procurar suas necessidades e como tratá-la. Ou seja você precisa entendê-la para depois saber como cuida-la.


Cada pele é única e cada tipo de pele tem uma necessidade específica, mas existem coisas básicas comum no tratamento de todos os tipos de pele. Para mim o principal é a limpeza correta. Existem diversos métodos de limpeza e eu já escrevi sobre eles aqui no blog. Limpar corretamente a pele é essencial, pois retira resíduos que fazem mal como resto de maquiagem, protetor solar e até poluição.


Os métodos que eu gosto mais são o de limpeza com óleo e o double cleansing “a limpeza dupla”. Na minha opinião são as melhores formas para limpar a pele. O óleo de limpeza remove até mesmo resíduos de protetor solar e faz uma limpeza profunda. A limpeza dupla é a combinação da limpeza com um óleo e um sabonete.


Após escolher um método de limpeza para sua pele, você precisa entender o que ela precisa e observar as características dela. Vou citar alguns tipos de pele e o que ajuda no tratamento delas (mas lembrando que nada substitui a consulta com um profissional da área).


Como descobrir qual seu tipo de pele? Cada uma possui suas características


  • Pele seca: costuma repuxar ao sorrir, se você passar a mão e não sair óleo, os portos costumam ser pequenos e quase não são aparentes, às vezes falta viço.

  • Pele mista: ela costuma ter as características das peles secas/normais nas bochechas e na testa e ter áreas específicas como o nariz e zona T oleosas.

  • Peles oleosas: junto com a pele acneica ela é uma das mais fáceis de identificar pois costuma ter os poros dilatados e a oleosidade é visível, (costuma sair mão quando passamos ela no rosto).

  • Peles acneicas: as peles acneicas e com tendência a acne também são as mais fáceis de identificar por causa das inflamações no rosto. Se você usa algum produto e ele faz sair algumas espinhas, você provavelmente tem uma pele que tem tendência a ter acne. Não vamos esquecer que a acne é um machucado, uma inflamação e irritação na pele então ela deve ser tratada como se fosse uma pele sensível.

  • Peles sensíveis: são aquelas que facilmente ficam irritadas com qualquer coisa “diferente” que coloque nela, se tem alguma alergia a algum produto, se a pele arde, pinica ou fica desconfortável com algum produto então sua pele é sensível.

  • Pele desidratada: até mesmo a pele oleosa pode ser desidratada. Sabe quando sua pele está cheia de oleosidade e mesmo assim ela descasca? É porque ela é desidratada!


O que fazer?

Se é uma pele seca, precisa de óleos. Se é desidratada você precisa ingerir mais líquidos, se é oleosa você precisa entender o motivo de ela ser assim. A oleosidade na pele pode ser hormonal, da alimentação e outros diversos fatores, para isso sugiro consultar um endocrinologista. Se sua pele tem tendência a acne, ela também pode ser ocasionada por diversos fatores, inclusive os que citei anteriormente e a solução é a mesma.


No entanto existem produtos que podem ajudar com a oleosidade, acne, sensibilidade e ressecamento da pele.


Para a limpeza de cada tipo de pele:


Os métodos que citei acima podem ser utilizados por todos os tipos de pele, incluindo as oleosas ou sensíveis. Mesmo as peles oleosas podem utilizar óleos de limpeza e óleos de OCM pois existem óleos específicos pra cada tipo de pele e que ajudam na manutenção da oleosidade.


Óleos vegetais e essenciais para cada tipo de pele:


  • Pele sensível: é preferível que se use óleos calmantes como de camomila, oliva, óleo essencial de lavanda (se for diluído em outros óleos), rosa mosqueta, ylang-ylang, óleo de cereja.

  • Peles secas: azeite de oliva, óleo de abacate, óleo de girassol, óleo de olíbano, óleo de cereja, óleo de pêssego.

  • Peles oleosas: óleo de semente de uva, óleo de girassol, óleo de jojoba, óleo de cártamo. Peles acneicas: óleo de semente de uva, óleo de melaleuca, óleo de girassol, óleo de maracujá.

  • Peles mistas: óleo de semente de uva, óleo de girassol, óleo de pêssego, óleo de cereja.

Após a limpeza, muitas pessoas (incluindo eu) gostam de tonificar a pele. Isso porque o tônico serve como uma "ponte" entre a limpeza e o resto da rotina, isso porque ele tem como função preparar a pele para a aplicação dos demais produtos. Eu particularmente recomendo tônicos sem álcool independente do seu tipo de pele porque ele pode ser prejudicial e deixar ele sensibilizada. Eu uso o tônico de rosas da Fresh que é hidratante e bom para quem tem pele seca, oleosa, sensível e mista. Todavia, quando eu não tinha encontrado um tônico que servisse pra mim eu gostava de usar chá de camomila, que funciona bem para esse propósito. Também há pessoas que gostam de usar hidrolatos como tônico, que assim como o chá, servem como substituto.


Hidrolato é a água que sai do processo de fabricação de um óleo essencial. O hidrolato possui os mesmos benefícios de um óleo essencial, no entanto é bem menos concentrado.


Depois da tonificação, se você quiser uma rotina básica você pode apenas passar o hidratante, mas se prefere algo mais elaborado, você aplica o sérum. O sérum é como se fosse um creme, no entanto sua textura é mais leve (as vezes em gel ou em óleo) mas bem mais concentrado do que os o cremes. Assim como o tônico e os óleos, você precisa procurar o sérum específico para o seu tipo de pele e o que você quer. É importante frisar que existem séruns para serem usados de manhã e durante a noite. Os séruns diurnos costumam proteger a pele da poluição, enquanto os noturnos costumam recuperar a pele após nosso dia a dia.


Após o sérum você precisa selar tudo o que você já aplicou na pele, ou seja, usar um hidratante. Os cremes hidratantes também servem para todos os tipos de pele. Além de hidratar e suas outras funções (dependendo dos ingredientes e o que o seu creme promete) ele tem função de selar os produtos que você passou anteriormente.


Por último, se você estiver fazendo uma rotina durante a manhã, você deve passar o protetor solar (seja inverno ou verão). O protetor é sempre o último passo na rotina de cuidados diurna. Você deve usar ele no final da skincare e antes da maquiagem.


*Lembrando que este poste é um resumo básico de uma rotina simples. Não é como a elaborada rotina coreana de 10 passos e não substitui uma consulta com profissionais*


Acho importante lembrar também que a rotina da noite e do dia são diferentes e que nem sempre você usa os mesmos produtos. Se vocês quiserem posso falar especificamente sobre uma rotina para a noite e para o dia, sobre os 10 passos coreanos.


Então como fica a rotina básica (de forma bem geral)?

Manhã: limpar, tonificar, passar o sérum, o hidratante e o protetor solar.


Noite: limpeza profunda, tônico, sérum, hidratante.


Nesse primeiro post da série vou encerrar aqui e pretendo aprofundar mais cada passo e cada produto nos próximos, principalmente nas diferenças entre os produtos da manhã e da noite e como incluir argilas e máscaras.


Espero que vocês tenham gostado!


@vitoriapcabral

346 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now